Páginas

23 de abr de 2011

Somente quando tudo muda, que paramos para pensar no que realmente tinhamos!


Para aquele ou aquela que sente falta que alguém lhe abraçasse e fale, “Eu sei o que tais sentindo” ou simplesmente aquele que chegasse e desse um abraço forte mais um abraço muito forte e verdadeiramente puro, um abraço sem esperar algo em troca, um abraço forte de pai, daquele pai que está sempre ali, pronto pra te ouvir, pra te defender de tudo e de todos, aquele pai pra te dar apoio quando mais precisares, pra olhar pra ti e disser “minha filha não é bem assim”, pra olhar pra si mesmo e afirmar que ele tem uma filha, um filho, uma FAMILIA que ama e sempre amara ele como ele é independentemente, se algo mudou, independentemente se é ele ou não ainda o homem da casa, aquele que resolve tudo, que trabalha pra satisfazer a vontade de todos. Aquele pai que você desde pequena (o) teve, aquele que te viu nascer, aquele sem jeito de pegar um bebezinho minúsculo e sensível no colo, sem que o machucasse, aquele pai que estava presente quando você deu o primeiro passo, quando falou a primeira palavra, quando você olhou pra ele e disse “papai” que então deixou ele todo bobo, aquele pai que saiu correndo pra te segurar quando te viu tropeçar, aquele que jamais pesou em te abandonar, quando ouvia você chorar, fazia de tudo pra agradar, quando via você triste chegava a corta o coração deste pai, aquele pai que te disse filha(o) não desanima, pois eu confio em você eu sei que você consegue, pois eu estarei sempre ao seu lado quando precisares de um empurrãozinho, aquele pai que te ensinou a ter suas próprias opiniões e não a seguir as opiniões dos outros, não cometer os mesmos erros que os outros cometem, aquele pai que esteve sempre presente nos piores e nos melhores momentos da sua vida, o pai que mesmo achando você novo de mais para um namorinho de adolescente e mesmo no fundo sendo contra, te apoiou e tentou ser o pai mais compreensivo do mundo, quando te via triste por ter brigado com o namoradinho, ele estava sempre ali, daquele jeitinho dele meio sem jeito, mais estava sempre ali pra te animar. E enfim hoje por conta do destino tudo isso acaba, um furacão passa pela sua vida e da sua família, aquele pai perfeito, aquele que todo filho quer ter, some e por incrível que pareça só depois dele sumir, dele mudar completamente que você para e pensa como você era feliz e como tinha um pai perfeito, aquele que se matava a fazer de tudo pra te dar o melhor das oportunidades pra que no futuro sejas alguém, mas não um simples alguém e sim uma pessoa que faça a diferença na vida de outras pessoas, ai tu para e pensa o quando que jogastes fora e que hoje nada disso um dia voltara a ser assim novamente, e que o pai perfeito jamais voltara. Sim perfeito ele sempre será porem, ele não pode mais fazer as coisas que fazia por conta do destino, e isto vai o matando cada vez mais por dentro, por saber que sua menininha e seu menininho terão que se virar daqui pra frente, pois ele não poderá mais dar o melhor de si, e por conta disso muitas vezes ele para e fica a pensar, “o que será que passa na cabeça de meus filhos?” será que eles sabem o que realmente está acontecendo comigo, será que está sendo fácil pra eles se virarem pelo mundo sem o apoio de um pai, sem um conselho de um pai. Muitas vezes ele para e pensa o que aconteceu comigo, eu fiz mesmo isso? Quando que minha vida irá voltar? Quando que poderei olhar e disser aos meus filhos que estarei aqui pra lutar e defende-los sempre que preciso! Será que será sempre assim agora, nada mais mudara? Quando que voltarei a sair com meus filhos? Pois bem a vida da muitas e muitas voltas, quem diria que aquela família que era perfeita, onde todos riam juntos, se divertiam juntos, saiam juntos e até festejavam juntos, hoje seria assim! Á se pudéssemos voltar no passado, para que pudéssemos mudar o futuro e o presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário