Páginas

30 de set de 2013

E a vida segue...


         Quem disse que esquecer era fácil! Não é não, mais muitas vezes é necessário, não podemos viver sempre no passado por mais que seja difícil principalmente quando estamos tão próximos, é difícil explicar como depois de tanto tempo você ainda esta muito vivo em minha mente e em meu coração, é inexplicável como você ainda mexe comigo e sabe exatamente o que me falar, quando necessário. 

         Mesmo depois de tantos momentos e alguns anos você voltou a me olhar com aquele olhar que me deixa sem fôlego, que me deixa com uma dúvida imensa e com uma louca vontade de simplesmente te abraçar e não te largar mais. Mas ai eu paro e lembro que estamos em caminhos diferentes e que tenho que seguir minha vida, lembro-me que devo levantar minha cabeça e seguir em frente. Não entendo esse tal de coração, não sei como ele tem que se amarrar a uma pessoa dessa forma, não entendo essa coisa de sentimento, mais na verdade não sei nem se quero um dia entender, só sei que preferia mil vezes não sentir esse aperto no peito cada vez que te vejo com alguém. Não foi eu quem escolhi desse jeito mais sei que tem que ser assim, pois la atrás foi você que um dia me disse que não queria me machucar e me disse que eu era uma "mulher"  especial, mais sinceramente eu nunca entendi essa sua atitude, até porque desde que trocamos o primeiro olhar você sempre me tratou de uma forma especial, mais mesmo dizendo que não queria mais, você volte e meia me olha com aquele olhar de quem quer sim estar ao meu lado - bom na verdade acho que tudo isso pode ser fruto da minha imaginação -, eu só queria uma explicação pra tudo isso, uma explicação pro momento em que você mais uma vez me beijou sem eu nem mesmo esperar você aparece na porta da minha casa dando a entender que ainda sente algo por mim e você mesmo diz "Você não é uma mulher qualquer, você é diferente é especial" juro que naquele momento era como se meus pedidos estivessem sendo realizados, mais logo depois você ignorou como se NADA estivesse acontecido na noite anterior, e então mais uma vez você agiu de uma forma totalmente contrário do que havia me dito a anos atrás, dizendo que não queria me magoar.

         Será que é tão difícil tomar uma decisão! Por que você faz isso comigo? É acho que essa resposta eu nunca terei, ou quem sabe um dia eu tome coragem e te pergunto o porque de tudo isso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário