Páginas

18 de jan de 2013

O Vazio !



          Ao olhar ara os arredores e vejo uma multidão, risos, felicidade por todo canto, casal de namorados, amigos rindo, fazendo brincadeiras uns com os outros. Você vai andando e mais afrente você encontra uma família linda, cheios de novidades, com muitos sorrisos, todos se cumprimentam, inclusive você, todos rindo na maior felicidade. Muitas pessoas, amigos, amores, familiares enfim. Porém derrepente você pisca os olhos e ao abrir não vê mais ninguém, pra onde foram? Como sumirão tão rápido? Sem entender você se vê sozinha, sente apertos no peito, sente vontade de chorar, vontade de gritar, vontade de sumir até achar uma explicação pra tantos sentimentos diferentes ao mesmo tempo.Você não sabe o que fazer, parece que tudo da errado, por mais que você faça de tudo pra sair tudo nos conformes. Sede de um amor VERDADEIRO, de um amor LOUCO, de um amor ERRADO, sede de AVENTURAS, sede de explorar todos os cantos do mundo, são sedes insaciáveis. Derrepente você pisca mais uma vez e percebe que todos estão em seus lugares, que ninguém avia sumido, que estavam todos ali ainda, felizes, sorridentes, olhando pra você com felicidade, outros com tristeza, outros com falsidade, enfim são tantas as expressões, que você mal consegue identifica-lás, mas tudo começa a passar como um filme em câmera lente e que aos poucos os sons vão sumindo e até você não se dar mais conta do que está acontecendo, não saber o porque que mesmo com todos ao seu redor, você esta se sentindo cada vez mais sozinha, mais distante. É inexplicável, por um momento está tudo bem e logo fica tudo péssimo. Você não sabe mais em quem e no que acreditar, você não sabe mais o que é verdadeiro e o que não é. Por mais que você faça de tudo para acreditar nas pessoas, parece que tudo te joga pro lado da desconfiança. E então vem a vontade novamente de gritar e chorar, de sair correndo e sumir, de ficar sozinha e olhar a natureza, de fazer loucuras e de viver a vida intensamente sem pensar nas consequências, sem pensar no amanhã, sem esperar algo dos outros, apenas viver... É engraçado como quando achamos que as pessoas te conhecem o suficiente como dizem, perceberiam que precisas de um abraço verdadeiro, uma demonstração de carinho, um beijo demorado, seja ele no rosto ou um beijo de namorado. É incrível como as pessoas só cobram de você as coisas, enquanto que muitas das coisas que elas combinaram ou prometeram fazer pra você ou com você, elas não fazem, e ainda agem como se nada tivesse acontecido. AMIGOS, o que falar deles! Bom são raros, eles estão sempre presentes para as festas que tu convidar ( e nem assim as vezes), estão apenas para o bem bom. Na verdade as vezes fico pensando que acho que pra muitas pessoas estou morta, e só ressuscito quando ELAS precisam de algo que não conseguiram com os outros. 
          Um vazio vai tomando conta de todo o corpo, deixando-o frágio,  deixando lágrimas nos olhos prontas para caírem por qualquer palavrinha á mais falado por alguém especial, pronta para cair por uma situação qualquer, pronta para cair quando ficares chateada, enfim, ela está sempre de prontidão. Com isso o vazio vai crescendo e vai tornando tudo que é real em uma louca irrealidade, como se nada vivido até aquele momento não fosse real, e tudo aquilo que era pra ser bom, vai se tornando motivos para querer sumir. Você fica sem ação, por mais que tente lutar contra tudo isso, parece que algo maior não deixa você ir em frente. Então começa a vir com muito mais intensidade o sentimento da saudade, o sentimento da falta de alguém MUITO importante, ai que me dou conta que não sei mais o que fazer, não sei mais como agir... Só sei de uma coisa, que preciso escrever e compartilhar de uma forma ou outra com alguém, sem olhares, sem vozes, apenas no ler, no olhar, no achar bizarro..... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário